Ousai sonhar grandes coisas!

Nos dias 6 a 11 de setembro, o Papa Francisco realizou uma viagem apostólica à Colômbia, “como peregrino de paz e de esperança” onde foi saudado por milhares de jovens.

Apesar de especificas para os jovens da Colômbia, algumas palavras que o Papa dirigiu aos jovens poderiam ser dirigidas – e de alguma forma foram – a cada um de nós.

“O fogo do amor de Cristo faz transbordar esta alegria e é suficiente para incendiar o mundo inteiro. Então que poderia impedir-vos de mudar esta sociedade e realizar os vossos propósitos? Não temais o futuro! Ousai sonhar grandes coisas! É a este sonhar em grande que hoje vos quero convidar.”

Deus alarga-nos os horizontes e com o Fogo do Espírito Santo tudo podemos. Sonhamos em grande? Se temos o Espírito connosco, porque não?

“Também vós, moços e moças que viveis em ambientes complexos, com diferentes realidades e situações familiares tão variadas, vos habituastes a ver que nem tudo é branco ou preto, mas que a vida diária se apresenta numa ampla gama de diferentes tonalidades de cinzento e que isto pode expor-vos ao risco de cair numa atmosfera de relativismo, deixando de lado esta potencialidade que têm os jovens de compreender a dor daqueles que sofreram. Vós não tendes apenas a capacidade de julgar, assinalar erros, mas também a capacidade bela e construtiva de compreender. Compreender que, mesmo por detrás de um erro (porque o erro é erro, e não se deve mascará-lo), há uma infinidade de razões, de atenuantes.”

E é tão difícil compreender o outro…Tal como as nossas ações têm uma razão, as do outro também. E poderão ter muito mais razões e atenuantes. Do que as nossas. Sou compreensivo com o outro?

“A vossa juventude também vos torna capazes duma coisa muito difícil na vida: perdoar. Perdoar a quem nos feriu; é digno de nota ver como não vos deixais enredar por velhas histórias, como olhais de modo estranho quando nós, adultos, repetimos histórias de divisão simplesmente porque estamos presos a rancores.”

Se compreender é difícil, perdoar é muito mais, conforme reconhece Francisco. Estou disponível para perdoar o outro? Sou capaz de o fazer?

Por fim, Francisco convida-nos ao “compromisso – não ao resultado alcançado – na renovação da sociedade, para que seja justa, estável, fecunda. Daqui vos encorajo a confiar no Senhor, o único que nos sustenta e encoraja para podermos contribuir para a reconciliação e a paz.”

Deus conta com cada um de nós, precisa de cada um de nós. Deus Precisa de mim! Estou disponível para Ele?

Que estas palavras sejam para mim motivo de inquietação, mas sobretudo motivo de ação!

Bem-hajam!

Marcações: PAPInha Feita

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO