Pitch my Church

Vivo o rescaldo das últimas Jornadas Nacionais de Comunicação Social. Este ano realizadas no Auditório Renascença Multimédia, em Lisboa, e subordinadas ao tema “Comunicação: criatividade e partilha”.

Vivo o rescaldo porque ando com um “e agora?” que não me larga. E este “e agora?” não é de agora. Acompanha-me há muito e em circunstâncias similares.

Não podemos ficar tranquilos só com o realizar de um momento extraordinário de apresentação das melhores práticas na produção e partilha de conteúdos, sem que isso nos desinstale e pelo menos faça-nos sonhar que é possível fazer mais e melhor na Igreja em Portugal.

Precisamos urgentemente de produzir conteúdos de evangelização direcionados para o ambiente digital. As nossas crianças vivem em ambiente digital e fim-de-semana encontram uma catequese analógica. Aplicações como Ibreviary, Click to Pray e Passo-a-rezar, todas elas as dirigidas para um público na sua maioria jovem-adulto, são oásis que dessedentam a fé no deserto digital eclesial em que nos encontramos em Portugal.

A experiência francesa Pitch my church, que já vai na segunda edição, pode ser inspiradora e replicada em Portugal. Um momento para jovens criadores católicos de aplicações móveis apresentarem num curto espaço de tempo, no máximo quatro minutos, o seu projeto. As vantagens de uma iniciativa destas são desde logo a provocação de uma dinâmica criativa, a criação de um mercado, um interesse da parte de investidores, e claro, a criação de um conjunto de aplicações digitais ao serviço da evangelização.

Haverá alguém disposto a avançar com um encontro do género em Portugal? Estaremos dispostos a criar sinergias entre os vários projetos já existentes e dar um choque tecnológico à evangelização em Portugal?

Fico aguardar as respostas, os comentários e as sugestões.

Marcações: Comunicação e Media

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO